Uma mente aberta, abre portas

Uma mente aberta, abre portas

Você já deve ter ouvido falar que o corpo alcança o que a mente acredita, ou que 90% do sucesso baseia-se simplesmente em persistir – ou insistir por meio de caminhos diferentes.

Mas se não, o primeiro passo para aprender uma coisa nova é manter uma postura de abertura, de aceitar a possibilidade de uma idéia antes de rejeitá-la.

É normal que você tenha as tuas convicções, os teus paradigmas, as tuas crenças, mas pensa comigo sobre essa frase: se você está insatisfeito com os teus resultados, então deve agir de modo diferente do que vem fazendo. E isso implica em pensar diferente, decidir diferente e estudar diferentes modelos e conteúdos.

E foi buscando mais conhecimento que eu estou desde o último Domingo em Fortaleza, aprimorando meu QE, com ferramentas de gestão e aprendendo com pessoas fenomenais a como gerir e inspirar melhor as pessoas que trabalham comigo.

O Paulo Vieira constantemente fala que o que você não fez, é por que não sabia, pois se soubesse, já teria feito.

E essas duas situações: fazer diferente e conhecer mais, é o ponto que eu quero levantar hoje: manter uma postura de MENTE ABERTA.

Abrir a mente é estar disposto a aprender. Para isso, precisa deixar de ser arrogante e achar que já sabe tudo. Eu fui assim por muitos anos até me dar conta das merdas que estava fazendo por desconhecer que livros e pessoas poderiam me ensinar coisas que eu não ainda sabia. Sim, eu hoje entendo que eu tinha uma postura arrogante de não ter tempo para desenvolver o meu lado pessoal e de relacionamentos, pois estava focado na operação do meu negócio. Hoje eu reconheço o bem que fiz em 2016 quando resolvi parar e abrir a mente… saí do buraco sem fundo onde eu tinha metido o meu tempo, “sem tempo” para ler, “sem tempo” para cursos, “sem tempo” para minha família, “sem tempo” para as outras pessoas. Com certo esforço, consegui delegar minhas tarefas operacionais para as pessoas CERTAS, e virei o avesso: passei a dedicar um tempo diário para estudo, com o objetivo de tornar a minha empresa, a melhor empresa para se trabalhar em 2019 segundo o GPTW (Great Place to Work). Hoje estamos entre as 65 melhores do país.

Esse é o meu objetivo NÚMERO UM de médio prazo, isso só será possível atingir, porque eu me parei para analisar uma coisa: para que eu possa validar novos aprendizados, preciso me abrir para novos conceitos.

E conforme minha busca se aprofundava nos últimos meses, com livros, mentores e treinamentos, tive centenas de insights, idéias, algumas um tanto irreais, outras avançadas d+ para a atualidade, mas o importante é que 2016 foi o melhor ano da minha vida até então, e com a mente aberta profetizei que 2017 será 2x melhor.

Mas afinal o que é ter uma postura de mente aberta? É esquecer o pré-conceito, deixar de lado os rótulos (timidez e apelidos pejorativos), aceitar idéias novas a menos que sejam prejudiciais para a tua vida, mas penso que acima de tudo, é aceitar tudo que for ÍNTEGRO e levar à um RESULTADO melhor, em qualquer área da vida, seja relacionamentos, trabalho, finanças, espiritual, social, saúde ou família. Sabe as coisas que te “travam”? É tentar esquecer que elas existem e fazer. É AGIR APESAR DO MEDO, mais uma vez: desde que uma ação ÍNTEGRA tenha como objetivo, melhorar os teus RESULTADOS.

Mente aberta é testar as idéias novas, aceitar que o que se aceitava como “verdade absoluta” há 3 anos atrás, talvez não seja mais, e o que se aceitava como “mentira absoluta”, pode ter sido cientificamente provado.

Algumas palavras tem me tido uma grande participação na minha vida nos últimos meses, uma delas é RESULTADO.

RESULTADO, no meu conceito, é o RESULTADO das minhas ações. Que valor eu efetivamente estou gerando com o que eu faço no meu tempo disponível? Como eu posso MAXIMIZAR esse resultado? Que coisas estão me atrapalhando e onde eu posso aprender MAIS a ser mais produtivo, em alta performance?

Eu posso descrever o meu sentimento de mente aberta, como uma armadura que eu não carrego mais, pois não preciso dela. Eu penso que aceitar ideias novas permite que eu suba de nível mais rápido, mais fácil e na direção certa. E mesmo que eu eventualmente esteja indo na direção errada, eu me permito errar, corrigir, realinhar, pois eu não me comparo com os outros, eu me comparo o meu EU de ontem, e somente sobre esse EU, existe um obstinado objetivo de ser melhor, 1% melhor a cada dia.

Meu 1% de hoje está sendo a leitura do livro O JEITO HARVARD DE SER FELIZ, um livro fenomenal para gestão de pessoas, assim como EMPRESAS FEITAS PARA VENCER, do Jim Collins, uma obra que mesmo tendo mais de 15 anos de idade, ainda é extremamente atual.

#saiDaMedia #AbreAMente

Quer transformar tua vida?
Receba as próximas atualizações direto teu e-mail, e participe gratuitamente de sorteios semanais de livros. ?? LIVRE DE SPAM.

Comentarios

About The Author

Empreendedor em série, graduado em Administração de Empresas, cursou Técnico em Processamento de Dados na UFRGS e Engenharia Elétrica na PUCRS. Atua no mercado de Datacenter/Cloud desde 1998. Fundou a WeBrasil, HostNet e Cyberweb, atualmente controladora da KingHost - provedor de hospedagem de sites com 60 mil clientes. Em 2012, criou a Giga Internet, provedor de internet wireless que atende 15 cidades no Rio Grande do Sul. Em 2016, começou o projeto Riqueza Sem Limites, com visão de exportar inspiração e conhecimento de alto nível para além das fronteiras Brasileiras. Atualmente dedica 50% do tempo para estudar assuntos ligados à neurociência, psicologia comportamental e biohacking.

Related Posts

Leia o post anterior:
Não s sinta culpado por fazer o que é melhor para você

É incrível, mas quem nunca conquistou nada, sempre critica o sucesso dos outros. Você não deve satisfação à ninguém pelas...

Fechar
rsl2016mmi