Segunda-feira: um dia ordinário para fazer o extraordinário

Ordinário: Habitual; que está dentro da ordem natural das coisas; conforme ao uso corrente; normal, comum, vulgar; costumado; frequente; que não se salienta, mediano; médio; de baixa condição; de qualidade inferior, reles, baixo; grosseiro; mal educado.

Extraordinário: Acontecimento imprevisto ou inesperado. Fora do comum, adicional, suplementar, admirável, espantoso, grandioso.

Michael Jordan, o maior jogador de basquete da história, desde muito cedo desenvolveu interesse pelos esportes. Adolescente com 1,88 de altura, foi rejeitado pela equipe de esportes da sua escola por considerarem que tinha “pouca altura”. Apesar de ter sido dispensado, Jordan nunca desistiu do seu sonho em ser um jogador de basquete reconhecido. Em 1981, conseguiu entrar para equipe do time da Universidade da Carolina do Norte, onde permaneceu por 3 anos.

Jordan errou mais de 9 mil arremessos, perdeu mais de 300 jogos, falhou 26 vezes em que seu time confiou a ele o lance da vitória. Mas ele superou todos esses erros. Em vez de desistir, ele continuou, treinou, treinou, treinou. Treinou e se superou. Até mesmo os extraordinários cometem erros. O que diferencia aqueles que alcançam seus objetivos e aqueles que desistem está em como reagem ao erro. Uns apenas desanimam e desistem, já outros usam o erro para encontrar o caminho correto e transformarem-se em seres extraordinários.

Michael foi seis vezes campeão da NBA, eleito cinco vezes o melhor jogador da temporada regular, seis vezes o melhor jogador das finais, cestinha (jogador que faz o maior número de pontos) da liga em dez temporadas, duas vezes campeão olímpico – e nas olimpíadas de Barcelona (1992), integrou a melhor seleção mundial de basquete da história.

Errou muito. Treinou muito. Saiu da média. Venceu. Funcionou no basquete, e curiosamente, funciona em todas as áreas da vida.

Entre as atitudes necessárias para se tornar um profissional extraordinário está a de preparar-se para ser um deles. Essa preparação envolve conhecimento e a experiência. Conhecimento você busca estudando. Experiência, treinando em grande quantidade – errando e acertando. Mas lembre-se: estudar não é somente fazer cursos e ler alguns livros. Estudar é também se informar com profissionais que já são extraordinários. Sua busca pelo conhecimento deve ser, acima de tudo, comportamental, afinal, o que diferencia um profissional de sucesso é a sua atitude (comportamento puro). O problema é que muitos não se preparam para ser extraordinários. Não investem no desenvolvimento de seu potencial e ficam bem longe do sucesso. Não avançam, permanecem sentados à beira do caminho. Quem não se prepara não se torna extraordinário. Quem estagna se torna dispensável.

Se você quer resultados ruins, seja bom.
Se você quer resultados bons, seja ótimo.
Se você quer resultados ótimos, seja extraordinário.

SEGUNDA-FEIRA, NOVO INÍCIO, NOVAS OPORTUNIDADES.

#saiDaMedia

Quer transformar tua vida?
Receba as próximas atualizações direto teu e-mail, e participe gratuitamente de sorteios semanais de livros. ?? LIVRE DE SPAM.

Comentarios

Leia o post anterior:
Quando uma criança aprende a caminhar e cai 50x, não desiste porque “isto não é para mim”

"Cada adversidade, cada fracasso, cada dor de cabeça carrega consigo a semente de um benefício igual ou maior." ~ Napoleon...

Fechar
rsl2016mmi