Os guerreiros vitoriosos vencem antes de ir para a guerra. Os derrotados vão para a guerra e só então procuram a vitória.

“A habilidade de alcançar a vitória mudando e adaptando-se de acordo com o inimigo é chamada de genialidade.” ~ Sun Tzu

Dizem antigos historiadores chineses, que Sun Tzu teria sido um general, estrategista e filósofo chinês – a que é tradicionalmente atribuído o livro “A Arte da Guerra”, que deu origem à centenas de variações sobre o tema.

Algo que parece ser consenso, é o período em que o general chinês teria vivido, uma parte da história chinesa conhecido como Primavera e Outono (722 a 481 aC).

Existe muita polêmica em torno da existência de Sun Tzu, e também o fato de como o império Chinês teria permitido vazar a informação contida no livro, mas o fato é que não faz mesmo muita diferença Sun Tzu ter ou não existido, os ensinamentos são válidos e valiosos.

“A Arte da Guerra” aponta fatores fundamentais para alcançar a vitória em uma guerra, os mesmos que eu cito rotineiramente aqui:

# Tenha objetivos claros
Por objetivos claros, entenda descrever o objetivo com detalhes, ou seja, se o seu objetivo é uma casa, então é uma casa de três dormitórios, sendo uma suíte, com 3 banheiros, uma ampla cozinha (se você gosta de cozinhar), uma sala para receber os amigos, churrasqueira (aqui no sul a gente gosta disso), garagem para 2 carros (ou três, ou quatro), em um terreno plano (ou em aclive), com uma piscina de 30 metros cúbicos nos fundos, três árvores frutíferas perto da varanda dos fundos, que tem um pátio generoso para as crianças brincarem, no bairro XYZ, da cidade ABC – e se você souber a rua ou já tiver o terreno, melhor ainda. Quando mais detalhes, mais clara é a idéia e mais rapidamente você vai entrar na frequência das pessoas que podem te ajudar com esse objetivo; Se for uma nova carreira, imagine-se trabalhando na nova carreira. Como você se veste? Quem está ao seu redor? Como é seu ambiente de trabalho? Que perfume você sente no seu ambiente de trabalho? Como é a iluminação? O objetivo aqui é imaginar e transcrever para o papel tudo com o máximo de detalhes que você puder montar.

# Identifique os seus pontos fortes e fracos
Eu gosto da corrente que diz que você deve fortalecer os pontos fortes – e lidar com os pontos fracos (eles devem ser fracos, mas não te prejudicar). Você nuca será bom em tudo, então baseado nos objetivos, quais pontos fortes você precisa MASTERIZAR (tornar-se um especialista no assunto)? E quais pontos fracos podem te derrubar? Sabendo seus pontos fracos, como você vai fazer para neutralizá-los? Uma das melhores maneiras de identificar seus pontos fortes é perguntando à pessoas próximas, que tem um longo com você. Agora, por favor não vá se sabotar perguntando apenas para as pessoas que você sabe o que vão falar. O objetivo é enxergar pontos cegos que você talvez não tenha visto ainda (ou esteja escondendo de si mesmo)

# Planeje
Monte um cronograma para atingir os objetivos, trabalhar os pontos fortes e fracos. Com isso em mãos…

# Prepare-se
… descubra que recursos você precisará obter para ser quem você quer ser ou alcançar os objetivos.

# Utilize os seus recursos estrategicamente
Essa é a parte onde vai contar a experiência… sua ou das pessoas que estiverem te assessorando nesta Guerra. Saber usar os melhores recursos nos melhores momentos (custo x benefício), ou colocar as pessoas certas nos melhores lugares (se você for um empreendedor) – vai fazer TODA a diferença. Maus funcionários existem, mas também podem ser bons funcionários no lugar errado. Existem estudos sobre perfis comportamentais que podem ajudar a escolher as melhores pessoas para os melhores postos. Alguns exemplos: DISC, SOAR, PDA, MBTI (esse inclusive tem um grátis na internet, muito bom -> https://bit.ly/MBTIRSL

# Aja de maneira precisa e racional
Lembra dos posts anteriores? Alta RAZÃO, baixa EMOCÃO. Confie na sua intuição, mas quando for preciso tomar decisões racionais, confie mais ainda na razão. Decisões tomadas em momentos de euforia, excesso de felicidade (ou de tristeza) geralmente são decisões ruins. Respire profundamente 10x para limpar a mente, dê uma arejada, e repense novamente. Se for o caso, espere 1 dia para tomar a decisão. Eu particularmente já tomei decisões ruins movidas pela emoção (e boas também), mas me sinto feliz de ter não tomado decisões ruins por que esperei 1 dia para racionalizar a melhor escolha.

E por último, mas não menos importante, #saiDaMedia

UHU! EXCELENTE QUARTA-FEIRA!

Quer transformar tua vida?
Receba as próximas atualizações direto teu e-mail, e participe gratuitamente de sorteios semanais de livros. ?? LIVRE DE SPAM.

Comentarios

Leia o post anterior:
E foi quando eu estava caindo, que abri as asas e aprendi a voar.

"Nunca confunda meu silêncio com ignorância, minha calma com aceitação, minha bondade com fraqueza". Se te perguntarem se pode fazer...

Fechar
rsl2016mmi