Meditação: Como e por que você vai querer fazer isso em alguns meses

Você sabe: há uma grande abundância de livros sobre meditação em todo o mundo, por isso vamos direto ao que importa: os benefícios comprovados e detalhados dos diferentes tipos e abordagens para meditar.

Como uma visão geral, a meditação é simplesmente silenciar e focar a mente. As práticas tendem a se concentrar em usar a visualização e repetição para concentrar a mente. Alguns dizem para apenas ficar em silêncio e esvaziar a mente, sem pensar em mais nada, imaginando uma imagem recorrente (que se repete), como bolhas de ar em uma piscina; outros apenas repetem uma palavra, uma frase ou mantra para si mesmo (tipo,ॐ OM), uma declaração de propósito, ou uma palavra singular). E também tem os que fazem tudo isso e ainda queimam um incenso e colocam uma música de fundo.

Existem 101 maneiras de meditar. Ninguém está certo, ninguém está errado, e não há um “caminho” que é melhor do que outro para todos. A meditação é uma coisa muito individual e assim como funciona para mim, pode não funcionar para você.

E agora vou te contar um pouco do que pesquisei sobre as diversas maneiras de praticar meditação, do mais simples ao mais complexo, e ao final, vou te dar um roteiro para montar o teu próprio jeito de meditar.

Mas antes de mais nada, você talvez esteja se perguntando: eu já ouvi muito falar desse negócio de meditar, mas eu não consigo fazer isso, nem entendo o que vai mudar a minha vida. Ok, quer um empurrão com isso? Eu posso te ajudar.

Por que praticar meditação

Segundo o Líder Espiritual Indiano Sri Sri Ravi Shankar, todo ser humano possui a necessidade de meditar porque há uma tendência natural da vida humana de procurar pela alegria que não se reduz, um amor que não se distorce ou se transforma em emoções negativas.

A meditação é algo estranho para nós? Absolutamente não! Você esteve em meditação por alguns meses antes de seu nascimento. Você esteve no útero de sua mãe não fazendo nada, meditando! Você nem precisou mastigar sua comida, pois era alimentado diretamente pelo cordão umbilical e estava lá feliz, imerso no líquido, girando e se esticando algumas vezes aqui outras ali. Isso é meditação. Você não fazia nada, tudo era feito para você. Então há uma tendência natural em todos os seres humanos, em toda alma, de cravar um estado de conforto absoluto.

Você sabe por que quer conforto? É porque você esteve confortável em um determinado ponto, porque experimentou um estado de conforto chamado meditação. Meditação é o conforto absoluto. Assim, voltar a esse estado que você experimentou antes de vir a este mundo agitado é muito natural, pois neste universo tudo é cíclico. Todas as coisas querem voltar a sua origem. Essa é a natureza do mundo. Entende agora por que a nossa busca constante pela “zona de conforto” é uma jornada perdida? Você busca fora o que já tem dentro de ti!

E o que mais a meditação tem de benefícios?

1 – Melhora nossas habilidades de comunicação

“Quando o rio está calmo, a reflexão das imagens espelhadas nele fica mais clara. Quando a mente está calma, há uma maior clareza no nosso campo de expressão. Nosso senso de observação, nossa percepção e nossa expressão melhoram. Como resultado, somos capazes de comunicar de forma eficaz e clara”, diz Bhanumathi Narasimhan, Professor de meditação.

A meditação liberta você por dentro, ajudando a soltar tuas inibições e barreiras que te impedem a ter uma comunicação eficaz.

MeditacaoBeginnerDo6

2 – Gera clareza mental

Você já observou sua mente quando surgem situações de atrito? Estas situações desencadeiam fortes emoções em nós. Quando as emoções estão em alta, a nossa tendência é reagir e sermos impulsivos. Podemos também facilmente ser levado por nossas emoções, perdendo a consciência do momento presente e decidindo mal. Começamos a pensar: Por que isso aconteceu comigo? O que eu fiz?… e assim por diante, em vez de focalizar na ação a tomar. Esse bombardeio contínuo de pensamentos reduz a nossa capacidade de pensar com clareza, nos levando muitas vezes a reagir emocionalmente às situações, em vez de responder racionalmente.

Você certamente teve muitos momentos de dúvida para decidir entre coisas distintas, sentindo-se confuso, certo? A meditação é uma mente sem agitação, uma mente que é calma e cristalina. Confusões acabam e a melhor decisão a tomar surge naturalmente. As decisões mais assertivas, que são uma combinação de intuição e inteligência, podem ser tomadas com facilidade em estado de mente calma e cristalina – gerada pela meditação.

A meditação libera as tensões que se acumulam em nossa mente, deixando-a limpa e clara. O processo de meditação traz a mente para o momento presente, que é o campo de ação. Veja: podemos sorrir ontem? Não. Podemos sorrir daqui a duas horas? Sim, basta planejar. Mas também podemos sorrir agora. Qualquer ação só é possível no momento presente. Quando agimos com plena consciência da nossa ação no momento presente, quando a mente está totalmente atenta ao momento, a ação acontece com maestria e os erros não acontecem.

Outro aspecto interessante é que nós temos a habilidade de influenciar nosso ambiente. Quando entramos em uma sala onde aconteceu uma briga, nós podemos nos sentir um pouco desconfortáveis; enquanto que quando entramos numa sala onde um bebê está brincando, o entusiasmo e alegria nos contagiam mesmo se estivermos esgotados. Dessa mesma maneira, estando você em uma situação tumultuada, se tiver paz interior, poderá espalhar as vibrações de paz ao seu redor, ajudando a reduzir a turbulência do local. Alguns minutos de meditação diária ajuda a manter a calma durante qualquer situação desagradável.

3 – Estimula a criatividade

Prepare-se para entrar em um tanque de criatividade quando você começar a meditar. Criatividade é o núcleo da nossa personalidade – ela só precisa ser evocada (ou ativada). Imagina um punhado de milho na panela, que começa a esquentar com o calor do fogão a lenha e em determinado momento, um a um, estoura e vira pipoca. Assim acontecerá com a tua criatividade inerente quando você começar a meditar. Com o calor gerado pela lenha (a meditação), a tua criatividade, controlada pelo teu lado direito do cérebro vai simplesmente… virar pipoca ?

4 – Refresca a mente

A maioria das pessoas espera meses para viajar de férias e descansar, virar a chave, essas coisas. Mas você tem a oportunidade de tirar férias todos os dias durante o momento de meditação. A meditação faz você relaxar e refrescar a mente, porque este é o momento quando você fecha as tuas portas que estão abertas para o mundo – para passar alguns minutos apenas e exclusivamente com você mesmo. 

MeditacaoBeginnerDo7

5 – Rejuvenesce

Ainda vai chegar o tempo, no futuro, em que as pessoas serão multadas por estarem “negativas”, pois estarão criando e liberando poluição emocional! As palavras, que você escuta das pessoas ao seu redor, afetam o seu estado mental. Elas podem proporcionar paz e alegria, como também podem perturbar (criando ciúmes, raiva, frustração ou tristeza). Você é afetado, porque a mente não está em seu estado próprio, não está centrada. Meditação é a chave para o controle da “poluição emocional”.

Animais de todos os tipos mudam de pele. Substituir as células velhas da pele por novas é um dos processos naturais do corpo de todos os animais, e nosso também! Embora a maioria dos animais descartam as células da pele um pouco de cada vez, e as cobras trocam de pele de uma só vez: a serpente, move-se lentamente, descamando a pele velha até que ela saia por completo, seguindo em frente com a nova pele.

Cães e gatos não suportam água nos seus pêlos. Se você jogar água em um gato ou em um cachorro, eles farão de tudo, se sacudindo principalmente, para que a água saia dos pêlos. No entanto, nós, os seres mais inteligentes do mundo, temos a tendência de transportar nosso lixo emocional por anos. A meditação dá uma agitada nessa carga emocional, você joga parte para fora, e passa a se sentir rejuvenescido, com mais força e energia para seguir em frente.

6 – Aumenta a Felicidade e Paz

Como vimos no tópico anterior, nossa mente tem a capacidade de afetar o ambiente onde estamos. Com apenas uma solução pacífica, uma pessoa feliz pode espalhar a felicidade ao seu redor. A meditação cria uma onda de felicidade e paz dentro de você, que depois se espalha como ondas ao seu redor.

7 – Desenvolve uma personalidade agradável

Pense sobre o tipo de gente que as pessoas que gostam de estar próximas: feliz e alegre ou triste e deprimido? Feliz e alegra, certo? Da mesma forma, quando estamos felizes, a nossa personalidade reflete isso e as pessoas olham para nós, buscando uma boa companhia. A meditação contribui para que você aumente a sua felicidade interna, certo? E isso leva a você ser uma pessoa agradável que atrai mais pessoas. Causa e consequência.

8 – Cria um sorriso inabalável

A meditação traz para você um estado de ser onde nada pode te roubar o sorriso que vem do fundo da alma, do coração. A meditação libera todas as toxinas e emoções negativas armazenadas e cada célula torna-se tão viva, que o nosso sorriso é inabalável, não importa o o motivo. Registrou? Sorriso inabalável.

9 – Transforma você no mestre do tempo

Por que durante os momentos felizes, o tempo voa, e nos tristes, é quase eterno? Somente em estado de meditação nós transcendemos o tempo. A meditação adiciona horas para o nosso dia. Nós somos capazes de fazer as coisas de modo ultra focado, mais rápido do que normalmente fazemos. E ainda sobra tempo para o lazer e diversão

10 – Te dá a visão do Infinito

Cada célula do nosso corpo tem a capacidade de manter o infinito. No entanto, diferentes crenças e conceitos em nossa mente nos impedem de perceber a consciência de abundância infinita, que é uma parte de nós. Quando a consciência é cultivada com a meditação, nós mergulhamos no oceano abundante de felicidade e experimentamos cada momento profundamente.

MeditacaoBeginnerDo1

11 – Cura e harmoniza

Diz-se que a raiz de uma doença está na mente/consciência. Sendo assim, quando você cuida da mente, mantendo-a livre de quaisquer distúrbios, a recuperação é bem mais rápida. Doenças podem se desenvolver por meio de:

  • Violação das leis naturais: por exemplo, comer em excesso;
  • Imposições da natureza: por exemplo, um resfriado comum, uma epidemia;
  • Liberações de impressões passadas ou Karma.

A Natureza por si só promove a cura das enfermidades. Saúde e doença fazem parte da natureza física. Através da prática da meditação, o estresse, a ansiedade e as preocupações diminuem e dá lugar a um estado positivo da mente, o que tem um impacto positivo no corpo físico, cérebro e sistema nervoso. E então, a enfermidade se transforma.

Saúde e doença é uma parte da natureza física. Você não deve se preocupar muito com isso. Quando você se preocupa com a enfermidade, acaba dando mais força a ela. Você é uma combinação entre saúde e doença. Quando você mantém isso em mente, juntamente com um estado mental positivo, então a doença se transforma.

  • Curar a mente através da meditação;
  • A meditação previne que o estresse invada o corpo e também libera o estresse acumulado. A saúde, a felicidade e um estado positivo do ser são elevados;
  • A prática da meditação traz calma ao cérebro, é como cuidar de todo o complexo corpo-mente.

Como meditar?

Quando falamos em meditação, é comum ouvir perguntas do tipo: “existe maneira certa para meditar?”, “se eu não estiver em posição de lótus significa que não estou meditando?”, “meus pensamentos não param e minha mente tagarela não me dá trégua. Isso quer dizer que eu jamais vou conseguir meditar?”, “como consigo ficar em silêncio?”.

Meditar é apenas silenciar. Não importa o tempo, a posição, a música ou o método. Não importa se você vai sentar, deitar, caminhar, dançar ou respirar. Não importa quais técnicas vão lhe auxiliar a chegar ao silêncio. Importa que você consiga manter a consistência de meditar todos os dias, em um local calmo, tranquilo, sem interferências, nem que seja por 5 minutos. Todos os dias.

MeditacaoBeginnerDo

Meditação para iniciantes

A configuração do ambiente:

MeditacaoBeginnerDo3

1 – Pense no objetivo que deseja alcançar por meio da meditação

As pessoas começam a meditar por uma série de motivos diferentes – seja para melhorar a criatividade, ajudar a visualizar metas, silenciar a voz interior ou estabelecer uma conexão espiritual. Se o seu único propósito for passar alguns minutos diários sentindo-se presente no corpo, sem preocupar-se com tudo o mais que tem para fazer, isso já é o suficiente para começar. Tente não complicar demais os motivos. O âmago da meditação é o relaxamento e o silêncio e a recusa a ser envolvido pelas ansiedades do dia a dia.

MeditacaoBeginnerDo4

2 – Encontre um lugar sem distrações

Quando estiver iniciando, é importante eliminar do ambiente qualquer distração. Desligue a TV, o computador e o celular, feche as janelas para reduzir os ruídos da rua e feche a porta para deixar de ouvir barulhos de outros ambientes. Se você dividir a casa com amigos ou familiares, pode ser difícil achar um local silencioso onde possa se concentrar na meditação. Nesse caso, você pode levantar mais cedo do que todos para praticar com tranquilidade. Ou fale com as pessoas com quem mora e pergunte a eles se estão dispostos a ficarem quietos durante o tempo em que for meditar. Prometa que vai avisá-los assim que terminar para que possam voltar às atividades normais.

  • Uma vela aromática ou um incenso podem dar um toque especial e incrementar a sua experiência na meditação.
  • Diminua ou apague as luzes para se concentrar com mais facilidade.

Zafu

3 – Almofada de meditação

São conhecidas comozafus. O zafu é uma almofada circular que permite que você se sente no chão ao meditar. Como não tem um encosto, diferentemente de uma cadeira, ela não deixa que você solte as costas e perca o foco na energia. Se não tiver um zafu, qualquer almofada ou travesseiro velho servem para impedir que fique com dor durante períodos mais longos ao sentar-se com as pernas cruzadas.

  • Se achar que sentar sem se apoiar a um encosto provoca dor nas costas, sinta-se à vontade para usar uma cadeira. Tente estar presente no corpo e manter uma postura reta o máximo possível enquanto se sentir confortável e, então, encoste um pouco na cadeira até estar pronto para retomar a postura anterior.

4 – Use roupas confortáveis

Não é nada bom usar algo que o tire do estado meditativo, então evite roupas apertadas, como jeans ou calças justas. Pense no que pode usar para exercitar-se ou dormir – estes tipos de roupas, soltas e que permitem a transpiração, são a melhor escolha. Tipo pijama ?

5 – Escolha um momento quando estiver se sentindo confortável

Quando estiver mais acostumado com a meditação, é possível usá-la para se acalmar quando se sentir ansioso ou sobrecarregado. Pode ser difícil se concentrar no início até que se encontre em um estado de espírito apropriado. Sendo assim, no início, medite quando já estiver relaxado – como logo que acordar ou no final do dia.

  • Remova todas as distrações de que se lembrar antes de sentar-se para meditar. Faça um lanche se estiver com fome, esvazie a bexiga se precisar, para que não seja interrompido por nenhum evento biológico involuntário do seu corpo.

6 – Tenha um alarme por perto

Explico: é bom assegurar que a prática da meditação dure por um período suficiente, e ao mesmo tempo não é legal interromper a concentração para olhar as horas. Coloque um alarme com o período que quiser para meditar – seja cinco, dez minutos ou uma hora. Seu celular já pode vir com alarme, ou então você pode encontrar sites e aplicativos que façam esse trabalho

E agora vamos lá!

  • Coloque o celular no modo silencioso.
  • A meditação não funciona como um passe de mágica; ela é um processo contínuo. Continue a praticar todos os dias e você perceberá aos poucos um estado de calma e paz se desenvolvendo internamente.
  • Meditar antes de dormir ajuda o cérebro a começar a se desligar e faz com que você se sinta mais relaxado.
  • É comum se concentrar na respiração e entoar mantras como o OM, mas se preferir ouvir música ao meditar, escolha apenas as mais calmas. Uma música pode ser tranquila no início, mas depois mudar e virar um rock no meio – isso não é apropriado, pois interrompe o processo meditativo.
  • A frustração é uma reação esperada nesta situação. Entenda e saiba lidar com isso – ela ensina muito sobre você mesmo, tanto quanto o lado mais pacífico da meditação. Deixe pra lá e torne-se um ser unificado ao universo.
  • Se quiser usar uma música, eu uso uma seleção Best Meditation Music 2015 do Spofty
  • Você também pode dar uma olhada nessas 3 seleções que pesquisei no Youtube e são largamente utilizadas:

1 – Sente-se na almofada ou cadeira com a coluna reta

A postura ereta o ajuda a se concentrar na respiração e na inspiração e expiração conscientes. Se a cadeira tiver encosto, tente não se inclinar para trás ou relaxar a postura. Fique o mais reto que conseguir.

  • Posicione as pernas da maneira que for mais confortável para você. É possível estendê-las à frente ou cruzá-las se estiver com a almofada no chão. O mais importante é que a postura permaneça reta.

2 – Não se preocupe com as mãos

Nas imagens, sempre vemos pessoas com as mãos sobre os joelhos enquanto meditam, mas, se for desconfortável, você não precisa fazer isso. Você pode colocá-las no colo, deixá-las soltas ao lado do corpo – escolha a posição que o permita esvaziar a mente e se concentrar na respiração. O importante não é onde você coloca as mãos, mas justamente, não se ocupar com elas.

3 – Incline o queixo como se estivesse olhando para baixo

Não importa se estiver de olhos abertos ou fechados enquanto medita, embora muitos acreditem que é mais fácil se livrar das distrações visuais de olhos fechados. De qualquer maneira, inclinar levemente a cabeça ajuda a abrir o peito e facilitar a respiração. Apenas cuide para não dormir.

4 – Programe o alarme

Quando tiver encontrado uma posição confortável e estiver pronto para começar, programe o alarme com o tempo que deseja meditar. Não se sinta pressionado a alcançar um estado transcendental por 1 hora na primeira semana. Comece aos poucos, com sessões de 3 a 5 minutos, e vá aumentando até chegar a um período de meia hora ou até mais, se achar necessário.

5 – Mantenha a boca fechada ao respirar

Você deve inspirar e expirar pelo nariz na meditação. Porém, não se esqueça de relaxar os músculos do maxilar, mesmo com a boca fechada. Não pressione o maxilar ou ranja os dentes; simplesmente relaxe.

6 – Concentre-se na respiração

Este é o principal objetivo da meditação. Ao invés de tentar não pensar nas coisas que o irritem diariamente, tenha um foco positivo: a respiração. Ao se concentrar totalmente na inspiração e expiração, você vai ver que todos os outros pensamentos sobre o mundo exterior desaparecem sozinhos, sem que tenha de se preocupar em ignorá-los.

  • Concentre-se na respiração da maneira mais confortável para você. Algumas pessoas gostam de manter o foco no movimento de expansão e contração dos pulmões, enquanto outras preferem pensar no modo como o ar passa pelo nariz.
  • É possível até mesmo focar-se no som da respiração. Basta entrar em um estado de espírito no qual você esteja exclusivamente concentrado em algum aspecto da sua respiração.

7 – Observe a respiração, mas não a analise

O objetivo é estar presente em cada respiração, não descrevê-la. Não se preocupe em se lembrar do que estava sentindo, nem em conseguir explicar a experiência em um momento posterior. Apenas vivencie o presente. Quando ele passar, vivencie a próxima respiração. Evite ocupar sua cabeça com a respiração – apenas tenha esta experiência por meio dos sentidos.

8 – Se a atenção se desviar da respiração, traga-a de volta

Mesmo depois de ganhar bastante experiência com a meditação, você vai descobrir que os pensamentos podem voar. Você começa a pensar no trabalho, nas contas ou nas coisas que precisa resolver depois. Sempre que perceber o mundo exterior se infiltrando, não entre em pânico e tente ignorá-lo. Em vez disso, volte sutilmente o foco para a sensação da respiração no corpo e deixe os pensamentos esvanecerem novamente.

  • Você pode achar mais fácil manter o foco na inspiração do que na expiração. Tenha isso em mente se for assim mesmo. Tente se concentrar principalmente na sensação do ar quando ele sai do seu corpo.
  • Tente contar as respirações se tiver dificuldade em recobrar a atenção

9 – Não se cobre em excesso

Aceite o fato de que se concentrar é difícil para iniciantes. Não se censure – no começo, todos têm dificuldade com a voz interior que não se cala. Na verdade, alguns dizem que este retorno contínuo ao momento presente é “prática” da meditação. Além do mais, não espere que a prática mude do dia para a noite. A atenção plena leva um tempo para começar a exercer influência. Medite todos os dias por pelo menos alguns minutos, aumentando as sessões sempre que possível.

Quer saber mais? Achou difícil ou não entendeu alguma parte? Fica tranquilo, na próxima semana vou te contar 23 técnicas de meditação e 20 dicas para implementar no teu momento de silêncio.

Fontes:

  1. www.sagemeditation.com/how-to-choose-a-meditation-cushion/
  2. www.onlinemeditationtimer.com/
  3. www.psychologytoday.com/blog/in-practice/201303/5-meditation-tips-beginners
  4. breathmeditation.org/the-breath-of-life-the-practice-of-breath-meditation
  5. alifeofproductivity.com/wp-content/uploads/2013/05/Meditation-Guide.pdf
  6. alifeofproductivity.com/wp-content/uploads/2013/05/Meditation-Guide.pdf
  7. www.artofliving.org

Quer transformar tua vida?
Receba as próximas atualizações direto teu e-mail, e participe gratuitamente de sorteios semanais de livros. ?? LIVRE DE SPAM.

Comentarios

Mais em Abundancia, Clareza Mental, Criatividade, Felicidade
Descobri a formula da felicidade. Começa assim: o que você quer fazer na vida?

A vida fica muito mais fácil se tivermos um "GRANDE POR QUE". Você tem mais motivos para levantar às 5...

Fechar
rsl2016mmi