Esteja disposto a caminhar sozinho. Muitos que começam com você, não irão terminar ao teu lado.

“Toda vez que você evita fazer coisas que te fazem se sentir BEM, mesmo que também te façam se sentir MAL, algo dentro de você MORRE” ~ Dr. Gus / Série Billions

Quando você se sentir emocionalmente confuso, vá para onde os limites são claros.

Limites…

Se tem uma coisa que pode te ajudar a fortificar ou destruir a tua auto-estima e a tua capacidade de ter relacionamentos saudáveis, é a capacidade de definir e implementar limites pessoais saudáveis.

Os limites pessoais são as linhas imaginárias que construímos em torno de nós mesmos para manter o equilíbrio e proteger nossos corpos, mentes, emoções e tempo do comportamento ou demandas dos outros.

Eles fornecem o quadro para nos impedir de sermos usados ​​ou manipulados por outros, e nos permitem expressar com confiança quem somos e o que queremos na vida.

Os limites pessoais nos permitem estar no lugar do motorista de nossas próprias vidas, a ter mais AUTORRESPONSABILIDADE pelos nossos atos.

Sem limites saudáveis ​​ou com limites muito fracos, você simplesmente não pode ter relacionamentos saudáveis. É como você DESISTIR de uma parte de si mesmo, se tornando co-dependente das necessidades das outras pessoas, perdendo a própria identidade. Isso mina a tua integridade e leva a uma perda de auto-respeito – e também do respeito daqueles que convivem contigo.

Na raiz das questões de limites pessoais está o MEDO. Por exemplo, o medo de não ser amado, ou de achar que não é merecedor de ser amado. Quando respondemos para a vida a partir deste ponto de fraqueza emocional, estamos deixando de lado nossa própria integridade, a fim de receber migalhas de amor e aceitação. No post de ontem (11/03), eu escrevi mais sobre isso, dá uma lida.

E quando você estabelece limites pessoais, você não precisa mais aceitar migalhas. Você pode obter tudo o que quer, um prato cheio de confiança e apoio, porque você vai atrair apenas pessoas para emocionalmente saudáveis, pessoas que respeitam os teus limites. É a lei da atração, mas de maneira prática: se você é carente de atenção, vai atrair pessoas que buscam carentes de atenção, pois se relacionam emocionalmente melhor com estes, repelindo os emocionalmente estáveis. Porém, quando se torna emocionalmente estável, atrai pessoas que também são assim, pois elas tem outros objetivos em vista, e não precisam ficar cobrindo carências primárias.

Nesse ponto, as experiências passam a ser tão gratificante, que você estará disposto a fazê-las por sua própria causa, com pouca preocupação com o vai acontecer, mesmo quando for difícil ou perigoso.

Pessoas com limites pessoais fracos tendem a atrair pessoas que controlam, desrespeitam ou necessitam das suas vidas, pois se permitem ser usados.

Alguns sinais de que você não tem seus limites pessoais claramente definidos:

☝🏼 Você diz não quando você quer dizer sim ou sim quando você quer dizer não.
☝🏼 Você sente-se culpado quando diz não.
☝🏼 Você age contra a tua integridade ou teus valores, a fim de agradar os outros.
☝🏼 Você não fala quando você tem algo a dizer.
☝🏼 Você adota crenças ou idéias de outras pessoas para que você seja aceito em um grupo.
☝🏼 Você não rebate quando alguém que te maltrata.
☝🏼 Você aceita o toque físico ou sexo quando não quer.
☝🏼 Você permite-se ser interrompido para acomodar as necessidades das outras pessoas.
☝🏼 Você dá muito para ser percebido como útil.
☝🏼 Você torna-se excessivamente envolvido nos problemas das outras pessoas.
☝🏼 Você permite que as pessoas digam coisas para você ou na frente de você que o deixam desconfortável.
☝🏼 Você não definiu, e não comunica as tuas próprias necessidades emocionais em seus relacionamentos mais próximos.

Quando você tem limites pessoais fracos, cada ato de conformidade, abnegação ou necessidade, ajem contra o teu próprio respeito e no respeito que os outros têm por você. Você está em constante estado de insegurança.

“A vontade de aceitar a responsabilidade pela própria vida é a fonte de onde nasce o amor próprio”. ~Joan Didion

A ironia é que estabelecemos limites fracos acreditando que nosso comportamento vai ganhar o amor e o respeito dos outros. E outras pessoas certamente aproveitarão essa natureza voluntária, é claro, pois elas precisam disso. Mas o teu respeito por você irá diminuir ao longo do tempo, minando o amor que você esperava manter e receber.

Então, como você começa a estabelecer limites pessoais? Para qualquer pessoa acostumada a ser acomodada e obediente, o processo de definição e implementação de limites pode ser algo ameaçador e não natural em primeiro lugar. Mas à medida que você começa a se defender usando os limites, você se sentirá cada vez mais capacitado e CONFIANTE. Você vai gostar e respeitar a si mesmo, e outras pessoas serão atraídas por sua autenticidade e auto-confiança.

E aqui entra o ponto onde eventualmente, as pessoas com quem convivemos, irão mudar… algumas irão se afastar (ou iremos nos afastar delas), e outras virão, por total incompatibilidade de estados emocionais. Estabelecer limites é o primeiro passo para consertar um estado emocional debilitado. Mesmo que isso seja doloroso em um primeiro momento, posso dizer por experiência própria, que o resultado de ter um controle emocional mais forte, é auto-gratificante. O resultado de não precisar do amor dos outros, por que eu me amo mais do que os outros poderiam me amar, é mais confiança e responsabilidade. É não deixar que NADA fora de mim tenha qualquer poder para me derrubar. E a partir daí, eu posso ajudar outras pessoas a se blindarem.

Existem duas blindagens: uma é a da pessoa egocêntrica, arrogante, que se fecha para o mundo por que é incapaz de lidar com as ameaças exteriores. A outra é a da pessoa com um emocional equilibrado, que ajuda, dá apoio, amor, e consegue barrar as ameaças externas com sabedoria e compaixão.

Então, aqui estão 10 passos que você pode seguir para começar estabelecendo limites:

1. Mudança interna na tua Mente

Aceite que ter limites pessoais é bom. Isso não significa que você é egoísta. É completamente aceitável e absolutamente necessário para ter relacionamentos saudáveis. Entenda que a auto-estima vem da definição de sua vida como você quer que ela seja, não da aceitação ou identidade do que os outros dizem que você é.

2. Defina o estado atual

Pense em como você tem permitido que outras pessoas tiram proveito de você e como você pode estar aceitando situações que são realmente inaceitáveis ​​para você. Faça uma lista de coisas que as pessoas já não podem fazer com você, dizer para você, ou fazer sobre você. Defina seus valores e seu sistema de crenças e perspectivas sobre a vida para que você tenha uma imagem clara de quem você é e como você quer viver. Desenhe e escreva para que fique BEM CLARO para você.

3. Comunique

Estabeleça uma comunicação ativa para com as outras pessoas que tentarem cruzar teus limites pessoais, gentilmente comunicando sua mudança de idéias. Deixe-os saber que você passou algum tempo pensando sobre o que é importante e aceitável para você e que não é. Informe as coisas que você permitia e a partir de agora, não permitirá mais, e peça para respeitarem e apoiarem seus novos limites.

4. Prepare-se

Entenda que esta conversa pode ser difícil e vai te fazer se sentir desconfortável. Pode haver negação por parte dos envolvidos. Isso é normal. Com o tempo, eles vão se acostumar com seus novos limites. Esteja ciente de que algumas pessoas em sua vida podem cair fora como resultado de sua nova perspectiva e nova demanda de respeito. E estas são as pessoas que você quer manter longe da tua vida. Porque a partir de agora, você vai atrair pessoas novas, solidárias e emocionalmente saudáveis ​​em sua vida. Faça o que fizer, não comprometa seus valores, sua integridade e auto-respeito simplesmente para manter alguém em sua vida. Sua alma não pode sustentar isso por muito tempo sem efeitos colaterais físicos (doenças, alergias, câncer) – se interessar, procure mais sobre metafísica da saúde, e aceite o que ler, funciona.

5. Reforce

Pode levar algum tempo para treinar você mesmo, e os outros em torno dos teus novos limites. Continue a reforçá-los para que você seja levado a sério e respeitado. Pratique dizendo NÃO quando você for convidado a fazer algo que você não quer fazer. Crie um plano para os momentos em que alguém cruza seus limites. Deixe-os saber que estão abusando da sua boa vontade. Peça-lhes para parar imediatamente. Afaste-se de qualquer empurra-empurra ou comentários negativos, sem consentir ou ficar com raiva. Manter a mente em paz é essencial para dominar o estado emocional de forma mais fácil. Com o tempo, você e as outras pessoas perceberão que esse negócio de limites, é sério.

6. Recompensa

Certifique-se de reconhecer e recompensar aqueles que estão apoiando e respeitando seus limites pessoais. Agradeça-os e deixe-os saber o impacto que positivo eles tem na tua vida. Isso vai motivá-los a continuar esse comportamento.

7. Seja recíproco

Lembre-se que respeitar os limites é um caminho de duas mãos. Examine seu próprio comportamento e palavras para ver onde você pode estar cruzando os limites das outras pessoas. Trabalhe para mudar esses comportamentos de modo que você esteja refletindo o respeito e o apoio que você quer para si mesmo.

8. Flexibilize

Há uma diferença entre limites saudáveis ​​e limites rígidos. Você não quer ser uma pessoa controladora ou ditatorial. Esse não é o objetivo. O objetivo é um relacionamento saudável com aqueles próximos a você, equilibrado por um senso de compreensão, apoio mútuo e dar e receber. Pode haver ocasiões em que você vai escolher flexibilizar seus limites ou permitir que alguém atravesse a linha. Quando alguém está ferido ou triste e precisa de apoio extra, pede uma exceção com respeito e bondade – estes são momentos para mostrar flexibilidade, amor e compaixão. Tendo mais confiança sobre os teus limites, você saberá quando e como flexibilizá-los.

9. Seja Paciente

Se você tem tido limites pessoais fracos por muitos anos, esteja ciente que esta mudança não acontece durante a noite. Desvincular-se das emoções e crenças que o levaram a limites fracos, requer prática, e às vezes requer o apoio de outra pessoa. Comece a reconhecer e desafiar as tuas crenças limitantes que minam a prática de estabelecer limites. Tente exigir que seus limites sejam respeitados mesmo quando você se sentir incerto ou desconfortável. Encontre uma pessoa para poder trocar idéias sobre o andamento deste projeto, que respeite os teus sentimentos e que também seja respeitada por você.

10. Acredite

Acredite em si mesmo e em seu valor como um indivíduo único que é digno de amor e respeito. Confie em seus instintos e sentimentos sobre o que você faz e não quer na tua vida. Ninguém sabe melhor do que você, quem você é e o que você deseja. Não permita que outros definam isso para você. Pratique auto-confiança e auto-amor até que pareça natural. Definir e exigir limites é uma ótima maneira de praticar isso. Um tempo atrás, eu criei um texto sobre TESTOSTERONA, o hormônio do sucesso, que na verdade é um post inteiro sobre auto-empoderamento e ser MAIS FORTE!

Quando você definir e implementar limites pessoais na tua vida, você vai achar que o MEDO reduziu significativamente. Você vai se sentir mais fortalecido e auto-confiante, porque você está comunicando a sua auto-estima para aqueles que te rodeiam. Quanto mais você praticar seus limites, mais amor, respeito e apoio você encontrará em sua vida.

#saiDaMedia

Quer transformar tua vida?
Receba as próximas atualizações direto teu e-mail, e participe gratuitamente de sorteios semanais de livros. ?? LIVRE DE SPAM.

Comentarios

About The Author

Empreendedor em série, graduado em Administração de Empresas, cursou Técnico em Processamento de Dados na UFRGS e Engenharia Elétrica na PUCRS. Atua no mercado de Datacenter/Cloud desde 1998. Fundou a WeBrasil, HostNet e Cyberweb, atualmente controladora da KingHost - provedor de hospedagem de sites com 60 mil clientes. Em 2012, criou a Giga Internet, provedor de internet wireless que atende 15 cidades no Rio Grande do Sul. Em 2016, começou o projeto Riqueza Sem Limites, com visão de exportar inspiração e conhecimento de alto nível para além das fronteiras Brasileiras. Atualmente dedica 50% do tempo para estudar assuntos ligados à neurociência, psicologia comportamental e biohacking.

Leia o post anterior:
Qualquer amigo que te motive a ser melhor, é alguém que vale manter por perto.

"Nunca peça conselhos a pessoas que AINDA NÃO estão no nível em que você quer chegar" ~Robert Kiyosaki Adaptado Esta...

Fechar
rsl2016mmi