Está mais do que na hora de você se tornar tudo aquilo que disse que seria

Está mais do que na hora de você se tornar tudo aquilo que disse que seria

O momento em que você pensar em desistir, é exatamente o momento em que você deve continuar. Quando você começa a ver os resultados, por menor que eles sejam, as coisas começam a se tornar viciantes, e então o hábito começa a se formar.

Hábitos são como caminhos, aliás, eles são caminhos. Quimicamente, são caminhos neurais, e eles se reforçam em nosso cérebro a cada vez que são repetidos. Afinal, grandes avalanches são construídas com repetições de pequenas mudanças. E isso é o que eu proponho para você: uma mudança de cada vez, repetidas vezes, até que se tornem parte dos teus hábitos diários de sucesso.

Por muito tempo eu procurei “o segredo do sucesso” das pessoas mais bem sucedidas, e depois de vários anos, eu digo que não existe um segredo, mas um conjunto de coisas. Não basta ligar um botão e “agora tudo vai dar certo”. Não adianta apenas ter “pensamento positivo” e viver em um mar de negatividade (incluindo aqui, doenças, mentiras, novelas, ops… falei). Enfim, não existe a “fórmula do sucesso”, mas existem os ingredientes. Quanto mais ingredientes você praticar e incorporar nos hábitos diários, uma coisa eu posso garantir, mesmo estando talvez a mais de 3000 Km de distância de você: poderosas mudanças irão acontecer.

A maior dificuldade que existe na criação de um novo hábito, é a preguiça, ou o “essa besteira não está funcionando, vou parar de fazer” ou “amanhã eu faço” ou “amanhã eu começo”. Como toda corrida, começamos na velocidade ZERO, com o objetivo de chegar em uma velocidade IDEAL. Dificilmente um piloto destreinado irá chegar na velocidade IDEAL de modo instantâneo, por isso antes de criar um hábito, é mais fácil criar o hábito de criar novos hábitos. Como isso?

Você começa com UMA coisa simples, por exemplo: não ler mensagens do celular até às 10h da manhã; ou não ler os e-mails antes das 9h; ou não levar o celular para o banheiro; ou fixar um horário para acordar, sem a função SONECA (uma boa técnica para isso é, além de fixar o horário, deixar o celular longe da cama, obrigando a levantar). Criar um hábito apenas, e depois juntar mais um, e depois mais um, e depois mais um, e em poucos meses você se tornou uma máquina de criar novos hábitos.

O mesmo acontece no trabalho: ao invés de pegar vários trabalhos para fazer ao mesmo tempo, foque em um apenas, aperfeiçoe/delegue ou monte um sistema para gerenciá-lo, e parta para o próximo.

Funciona se fizer diferente? Sim, funciona, mas a produtividade será menor. Falo por experiência própria: tudo que tentei fazer várias coisas ao mesmo tempo no mesmo estágio de desenvolvimento, foram mais penosas. As coisas, hábitos e tarefas que fiz uma por vez, focando e aperfeiçoando, me deixaram livre para novas tarefas e hábitos.

Deixa eu te contar sobre o que é o hábito… essa informação você pode pesquisar em qualquer site de pesquisa médica: o nosso cérebro consome de 25 a 30% da energia do nosso corpo. É energia pra caramba. É comparável com o processador (o Intel) de um computador – é ele quem também consome a maior parte da energia consumida por um computador. E para economizar energia, o computador tem o chamado “cache”, que são as instruções e comandos mais utilizadas, que já estão com resultado “pronto”, evitando um gasto de energia para processá-los. Assim como no computador, o nosso cérebro tem o “cache”, são os hábitos. Hábitos são como “atalhos” que os nossos neurônios criam para economizar energia. Escrever, dirigir, andar de bicicleta, escovar os dentes – são todos caminhos neurais formados e reforçados cada vez que nós os praticamos, e executados no “modo automático”. Tudo o que praticamos no modo automático, são hábitos, cache, ou biologicamente falando, caminhos neurais.

Por que mudar um hábito é difícil? Bom, alguns pesquisadores da neurologia, que dizem que nós não mudamos hábitos, nós criamos novos. Agora, pensa o seguinte: se você é um cérebro e sabe que para fazer determinada coisa, já tem um “atalho” pronto, você vai seguir o atalho, ou ir pelo caminho talvez mais longo, que seria a formação do novo hábito? O natural é seguir o atalho pronto (o hábito consolidado). Justamente por isso é que um hábito leva de 21 a 90 dias (diversas pesquisas da psicologia e neurologia divergem nesse número exato) consecutivos para ser criado, reforçado e então, utilizado como atalho preferido.

Então, se você quer mudar alguma coisa, é preciso de quatro coisas: PEQUENOS PASSOS, PERSISTÊNCIA, PACIÊNCIA e pelo menos 21 dias.

E o que é o sucesso?

É rir muito, com regularidade; ganhar o respeito de pessoas inteligentes, e o carinho das crianças; ganhar o apreço de críticos sinceros e suportar a traição de falsos amigos; apreciar a beleza; buscar enxergar e falar sobre o melhor dos outros; deixar o mundo melhor do que eu encontrei; saber que pelo menos uma vida ficou melhor pela minha existência.

Isso é ter sucesso. E muito mais!

Parece pouco, mas experimenta ficar 1 DIA sem FALAR mal de alguém ou de alguma coisa – nem defeitos, nem nada. Tente falar apenas coisas que agreguem valor e sirvam para o crescimento e melhoria do que já é bom. Veja o que existe de BONITO ao seu redor, ignore as coisas “FEIAS”. Faça por um dia… depois por uma semana, e depois por um mês. E estranhamente, depois desses 30 dias, se alguém te disser que você está estranho, funcionou. Você mudou, para melhor, para mais perto das coisas boas da vida.

O que você está fazendo hoje, está te levando para onde quer estar amanhã?

#saiDaMedia

Quer transformar tua vida?
Receba as próximas atualizações direto teu e-mail, e participe gratuitamente de sorteios semanais de livros. ?? LIVRE DE SPAM.

Comentarios

About The Author

Empreendedor em série, graduado em Administração de Empresas, cursou Técnico em Processamento de Dados na UFRGS e Engenharia Elétrica na PUCRS. Atua no mercado de Datacenter/Cloud desde 1998. Fundou a WeBrasil, HostNet e Cyberweb, atualmente controladora da KingHost - provedor de hospedagem de sites com 60 mil clientes. Em 2012, criou a Giga Internet, provedor de internet wireless que atende 15 cidades no Rio Grande do Sul. Em 2016, começou o projeto Riqueza Sem Limites, com visão de exportar inspiração e conhecimento de alto nível para além das fronteiras Brasileiras. Atualmente dedica 50% do tempo para estudar assuntos ligados à neurociência, psicologia comportamental e biohacking.

Related Posts

Leia o post anterior:
Ande com pessoas que você tenha algo a aprender

"Poderosas avalanches começam com pequenas mudanças." ~Pamela McFarland Walsh O Robert Kiyosaki conta uma história que teria ocorrido há muito...

Fechar
rsl2016mmi