10 comportamentos que eu descobri sobre pessoas Milionárias e você pode fazer

“Não há falta de dinheiro neste planeta, apenas uma escassez de pessoas pensando grande o suficiente.”

Frank Cardone

Tornar-se um milionário antes dos 30 anos é possível, e você não precisa inventar o próximo Facebook, Snapchat ou ganhar uma bolada no Poker. Apesar de o Poker ser um grande criador de milionários… Mas se você já passou dos 30, não se preocupe. Ainda dá tempo de ser bilionário.

Para ajudar você a atingir a marca de sete dígitos, elaborei este post não com DEZ, mas TRINTA tópicos sobre como pensam os milionários. Não posso garantir que você vai atingir o status de milionário, mas de qualquer modo, dá uma lida no que eu encontrei na minha pesquisa e escrevi abaixo – vai facilitar a tua vida.

Para não ficar muito complexo, dividi o post de hoje em 4 áreas:

  1. 10 coisas que você pode fazer para chegar ser milionário.
  2. 10 coisas que você vai entender quando tiver o primeiro milhão.
  3. 10 coisas que os milionários têm em comum.

DECLARAÇÃO: Os 40 tópicos deste post foram pesquisados em outros sites em outro idioma. Pode ocorrer algum defeito de tradução, que eu procuro corrigir assim que identifico ou quando reviso os textos.

Aqui estão 10 coisas que você pode transformar em hábitos para alcançar o teu primeiro milhão de reais:

1. Começe a gerar múltiplos fluxos de renda

Os ricos não são dependentes de uma única fonte de renda. Eles recebem múltiplos tipos de renda, seja através de um negócio que eles próprios trabalham, aluguéis, algum produto digital próprio que vendem, ou sendo afiliado de algum produto de produzido por um terceiro. Você precisa aprender como aumentar sua receita por meio de múltiplas fontes.

Há um tempo atrás eu fiquei pensando… ser rico dá trabalho: imagina quanto custa manter uma lancha, um helicóptero, uma casa com vários empregados… até descobrir que dãm, é óbvio que esse dinheiro todo é gerado por renda passiva. Pelo menos na maioria das vezes. Renda Passiva é o nome do negócio, anota aí.

2. Aprenda a ser mais simples

Milionários não chegaram onde estão gastando dinheiro em supérfulos. Você precisa aprender a manter o dinheiro no banco – ou em uma corretora de fundos de investimento. O objetivo é fazer com que enquanto você junta dinheiro para algo maior, ele renda mais do que a inflação, com o menor custo possível, sem que você perca pela desvalorização (inflação). Em vez de comprar um carro novo, roupas ou eletrônicos, você vai passar a gastar em bens com um alto retorno sobre o investimento (ROI).

“Eu não comprei o meu primeiro relógio ou carro de luxo até que meus negócios e investimentos estavam produzindo múltiplos fluxos seguros de renda”, escreve Grant Cardone, renomado autor best-seller. “Eu ainda estava dirigindo um Toyota Camry* quando eu me tornei um milionário. Seja conhecido pela sua ética de trabalho, e não pelas bugigangas que você compra.”

*Nos Estados Unidos, o Toyota Camry não é considerado um veículo de luxo.

3. Guarde para investir, e não simplesmente para sua segurança

O valor de um milionário não é apenas a soma de dinheiro no banco mais o valor dos bens que ele possui. Sim, isso conta, mas a maior parte do seu valor vem de seus ativos: os investimentos, seja em imóveis, empresas ou coisas que dão lucro sozinhos (sem que o dono precise trabalhar nisso). A maioria dos milionários não são poupadores: eles são investidores.

O teu dinheiro parado no banco rende um valor lamentável de juro (0,2% do CDI, ou seja, algo um pouco mais do que 0,2% ao mês) que nunca vai ser algo relevante a não ser que você tenha uma soma incrivelmente alta de dinheiro; e, mesmo assim, o investimento no ativo correto, te geraria muito mais dinheiro. Com a depreciação do valor do real pela inflação, você deve investir o dinheiro, a fim de ganhar com isso – e não perder para a inflação.

A única razão para economizar dinheiro deve ser para investir. Coloque o teu dinheiro em contas intocáveis. Nunca use essas contas para nada, nem mesmo uma emergência.

A propósito, se você trabalha para uma empresa com carteira assinada (CLT), recebe 8% do teu salário mensalmente a título de FGTS. A partir de 2016, o dinheiro depositado no teu FGTS rende anualmente, TR + 4%. A TR de 2015 foi de 1,8%, ou seja, a inflação tendo sido de 10.75% e o rendimento do FGTS, de 5,8% significa que você perdeu 4.95% do dinheiro que foi depositado no teu FGTS no ano de 2015. Sendo empregado, a única maneira de usar o teu FGTS, é adquirindo um imóvel – e é isso que eu sugiro: o dinheiro investido em um imóvel alugado rende duplamente: ele corrige o valor pelo mercado, podendo valorizar conforme a região e ainda rende um aluguel mensal.

4. Falando de investimentos – Invista em você mesmo

Investir em ativos físicos é bom – mas as coisas ruins podem acontecer. O seu imóvel pode queimar, o seu fornecedor pode fechar, você poderia ser processado por alguma falha do negócio onde é sócio. Uma vez que você sem seus ativos, você perdeu. Mas e se você investiu em sua própria mente? Se você aprendeu como construir um negócio próprio, ao invés de simplesmente comprar um já existente, que conhecimento permanece com você mesmo se você perder o negócio? Comprar mais livros, ir a mais treinamentos, assistir mais seminários online (webminars), fazer um curso online. Para tua própria segurança financeira, nunca pare de aprender.

5. Defina metas e reveja diariamente

O maior segredo, mais conhecido e subutilizado de como se tornar um milionário (ou realizar qualquer coisa) é escrever e estabelecer metas. Escrevê-las fisicamente em um papel – mas não pare por aí. Você deve rever o seu progresso diário, e certificar-se que de você está no caminho certo todos os dias. 

Por que escrever? Por que quando você acha que traçou tuas metas apenas na tua mente, é fácil deixar de cumprí-las: se algo no caminho não der exatamente certo como você planejava, é fácil desistir, afinal ninguém mais além de você sabe disso e não há provas do teu comprometimento. Agora, quando você escreve as metas, e relê elas todos os dias, teu subconsciente começa a trabalhar para te ajudar a atingir as metas; quando você conta elas para uma testemunha, aí acabaram as chances de deixar o teu cérebro te boicotar – ou você vai com toda força até atingir o sucesso, ou vai ter que dar explicações para quem você contou. Esse processo se chama accountability e é largamente utiliado nos Estados Unidos para gerar comprometimento na realização de metas e objetivos.

6. Muito cuidado com quem você conhece

É do Jim Rohn, famoso palestrante motivacional essa genialidade: você é a média das 5 pessoas com quem mais passa o teu tempo. Se isso é verdade ou não, isso diz muito sobre quem você é e onde vai chegar. Sim, as pessoas com quem você convive afetam você, como você pensa e age. Se você quer se tornar um milionário, precisa começar a circular mais próximo de pessoas que sabem como fazer dinheiro.

7. Peça ajuda

“Em um certo momento na minha empresa, eu não poderia crescer mais longe até que contratei algumas pessoas-chave”, escreveu Daniel Ally, que se tornou um milionário em menos de cinco anos, aos 24.

Daniel continua: “Pedir ajuda não era o meu forte, mas eu tinha que fazer isso acontecer. Em poucos meses eu tinha contratado um advogado, um editor, um treinador pessoal, um cozinheiro chefe em tempo parcial, e outro pessoal. Custou-me uma fortuna no início, mas ajudou a me empurrar para a marca de um milhão de dólares. A maioria das pessoas não pede ajuda porque seu ego está no caminho.”

Pedir ajuda se estende para além de contratar pessoas-chave. Como o milionário self-made Steve Siebold explica em seu livro “Como as pessoas ricas pensam” – os ricos não têm medo de financiar o seu futuro a partir do dinheiro das outras pessoas.

8. Aprenda a linguagem do dinheiro

Pra que esperar ter um monte de dinheiro e correr o risco de perder? Comece desde já um curso de contabilidade online e aprenda a linguagem do dinheiro. Você também pode buscar alguns livros para iniciantes para aprender mais sobre balanço, DRE, fluxo de caixa, EBITDA… palavrinhas mágicas que fazem muito sentido na vida de um milionário. 

9. Leia mais

Os líderes são leitores vorazes. Warren Buffett lê 8 horas por dia (80% da jornada de trabalho dele). Ele tem um “clube do livro” com Bill Gates. Se você precisa de um lugar para começar, veja minha lista de livros que foram sorteados aqui no Riqueza Sem Limites. Alguns destes livros você encontra em formato PDF sem custo na internet, outros no formato de áudio no Youtube, e outros não tem jeito, vai ter que comprar em uma livraria 😉 – ou seja, sem desculpas… e o tempo? Torne a leitura a tua primeira atividade do dia. Simples assim.

“O investimento mais seguro que eu já fiz está no meu futuro”, disse Tucker Hughes, que se tornou um milionário aos 22 anos. “Leia pelo menos 30 minutos por dia, ouça podcasts relevantes enquanto dirige e procure por mentores. Você não apenas precisa ser um mestre em seu campo, você precisa ser um gênio capaz de falar sobre qualquer assunto da área financeira, política ou esportes. Consuma conhecimentos como o ar e coloque a sua busca por aprendizagem acima de tudo”.

10. Pense grande

Alguma vez você já ouviu o ditado, “Mire na lua, pois mesmo se você perder, você acertar nas estrelas”? É verdade. Defina metas de crescimento hoje mesmo! “O maior erro financeiro que fiz foi não pensar grande o suficiente”, finaliza Cardone.

Ainda tem dúvida? Dá uma olhada como gerenciar melhor os teus rendimentos nesse post da semana retrasada!

Dá uma olhada neste vídeo, no que o Tony Robbins fez quando estava arruinado, para dar a volta por cima ~ 23:57 min

Aqui estão 10 coisas que você vai entender quando ganhar os teus primeiros milhões de reais

“Qualquer um que vive dentro das suas possibilidades, sofre da falta de imaginação”

Oscar Wilde

Tentar explicar para uma pessoa pobre o que significa ser rico é quase o mesmo tentar descrever a sensação de saciedade para uma pessoa morrendo de fome. O entendimento sem experiência é complicado, mas o conhecimento por si só, é suficiente. Desse modo, a informação pode ser motivacional e inspirá-lo a realizar determinadas ações que levarão à experiência – ou muito próximo dela. Permita-se absorver o conteúdo a seguir, sem julgar se está certo ou errado, é apenas para te inspirar.

Ser um milionário é um termo relativo. Uma pessoa pode ver um milhão de reais como uma incrível quantidade de dinheiro, mas para outra, pode significar o valor necessário para trocar de casa. Um milhão de reais pode não ser suficiente para comprar uma ilha, mas é o suficiente para comprar sua casa dos sonhos, ou para ficar nos melhores hotéis durante uma viagem de férias,  ter carros maneiros, contratar os melhores especialistas para te auxiliar ou te ensinar e desfrutar de novas experiências, como por exemplo, almoçar coisas estranhas em um restaurante esquisito. Enquanto o dinheiro continua a ser a principal causa mais comum dos conflitos nos relacionamentos, segundo pesquisa feita pelo site polonês Pracuj.pl, 50% das pessoas tem vergonha de falar sobre dinheiro, e 20% tem medo. Nas gerações mais velhas, pra piorar, ainda existe a crença* de que todo rico é ladrão. Apesar de tudo, a maioria das pessoas concorda que é bom ser milionário.

*Existem crenças e fatos. Os fatos são inquestionáveis, são fatos. As crenças são todo o resto. Tudo que não é um fato, é uma crença – e como tal, não é uma verdade absoluta. Principalmente se existir alguém ou um exemplo que prove o contrário

1. Dinheiro se ganha com inteligência

Lembre-se quando te sugeri acima que os milionários lêem muito? Pois então… Depois de fazer alguns milhões, perder alguns milhões, e, em seguida, fazer ainda mais, você vai entender que o dinheiro é conquistado seguindo um modelo. Você irá aprender que a maioria das pessoas não sabe sobre estas estratégias e é por isso que eles não ganham muito dinheiro. As pessoas que entendem isso nunca voltam a ser pobres. Mesmo que você não tenha entendido, funciona assim: você ganha algum dinheiro, estuda para investir melhor o dinheiro, erra, investe errado, estuda mais, ganha mais dinheiro, sobe de nível, estuda mais, ganha mais, sobe de nível e assim você vai conquistando mais dinheiro e mais conhecimento. Sabe por que a maioria das pessoas que ganham prêmios milionários na loteria ou no Big Brother, em um prazo de 5 anos voltam ao mesmo nível financeiro que tinham antes do prêmio? Por que não estudaram para gerenciar todo aquele volume de dinheiro. Por que não tinham “hábitos milionários”. Tem uma comédia muito boa que ilustra muito bem isso, chamado “Até que a sorte nos separe” – o filme é tão bom, que tem o 1, o 2 e o 3, lançado em 2015. Eu recomendo, nem que seja para rir um pouco da desgraça do personagem do Leandro Hassum. 

2. O dinheiro não trás felicidade, mas pode comprar felicidade

Se alguém, depois de anos de espera na fila de um hospital público, nunca foi em uma clínica privada com doutores sorridentes que te atendem imediatamente; se alguém não sabe a diferença entre dirigir um carro de luxo (do tipo que estaciona sozinho e tem sensores para não colidir com o veículo da frente) e andar em um ônibus lotado; se ele ou ela nunca experimentou os serviço de um Resort, certamente esse alguém vai te dizer que o dinheiro não compra felicidade. E essa pessoa está certa! Isso NUNCA aconteceu com ela! Só entende que dinheiro compra felicidade quem já o usou para isso. E se você discorda de mim por que são apenas bens materiais, o que você acha do dinheiro que realiza o sonho de um empreendedor, de construir um Hospital, um asilo ou uma empresa modelo em gestão de pessoas, que vai trazer mais desenvolvimento para a comunidade e para as pessoas que trabalham lá? Se pensa que dinheiro não compra felicidade, está na hora de mudar teus  paradigmas…

3. O dinheiro te liberta

Sério: vale a pena ter dinheiro suficiente para você não ter que se preocupar com isso. Imagine que nesse você agora está livre e não depende mais de um emprego que te faz mal – e se a empresa onde você trabalha fechou, não faz diferença, porque você pode procurar outra sem pressa. Quando você pode se dar ao luxo de satisfazer todas as suas necessidades, então você para de trabalhar para ter dinheiro: você não tem que beijar a bunda de ninguém, suportar as fofocas de corredor, ou se preocupar em ser demitido. Este ponto é o começo de uma nova vida, uma que permite que você cresça e crie sem limites.

4. Você ganha sócios para usar o teu dinheiro…

Quando as outras pessoas descobrirem que você tem dinheiro, as mais cara de pau vão achar que tem direito de compartilhar do seu dinheiro. Algumas pessoas acreditam que dentro da ideologia comunista, que o fato de você ter mais é a causa de elas terem menos, e portanto, você deve compartilhar. Oi? Essa é a crença mais pobre que eu já vi acontecer… Acorda! Nós somos criadores de riquezas: de serviços, produtos, extração de ouro, prata, ferro, petróleo… e o dinheiro é apenas o papel que você usa para trocar pelas riquezas produzidas pela humanidade. O dinheiro nesse contexto, é ILIMITADO! Sim, é ilimitado, pois no mínimo, temos 100 milhões de Brasileiros produzindo produtos e serviços diariamente! (População Economicamente Ativa de 60%, descontado o desemprego). Outros tem a ideia de que, já que você tem um monte de dinheiro, então você deve pagar mais caro pelos produtos e serviços ofertados. Claro que se existir um produto ou serviço PREMIUM, vale pagar mais caro se você tem mais dinheiro, afinal o padrão de qualidade será mais adequado com o tamanho da tua conta bancária. Do contrário, é falta de ética por parte do vendedor e ele merece que você compre em outro lugar. E os parentes que vão te pedir uma ajudinha financeira? Cabe a você decidir se deve ou não ajudá-los, mas entenda o seguinte: todas essas pessoas tem um comportamentos padrão: a falta de responsabilidade pelo seu próprio destino financeiro.

5. Você pode conhecer a solidão

Para as pessoas pobres, você agora é um ladrão. Para a classe média, você agora é um guru, e como você não está interessado em passar o tempo com pessoas que te vêem pela lente do “quanto dinheiro você tem”, você acaba se afastando e buscando outras pessoas. Depois de um tempo, você perde o interesse em ouvir as mesmas baixarias, tipo “os ricos estã acima da lei!” – que vem dos dos “velhos amigos”. Este tipo de ciúme humano te desencoraja de estar entre energia negativa. Isto marca a chegada de uma possível espécie de solidão (vai depender de como você lida com isso, tem gente que não é afetada).

6. Alguns problemas desaparecem

Você já não está preocupado com a educação de seus filhos, afinal eles agora estudam na melhor escola (não necessariamente a mais cara). Você também não se preocupa com o SUS… pois agora se precisar, pode pagar até um médico particular. Você também não se preocupa em ser demitido – e deixar sua família sem nada. Porém um problema completamente novo surge: encontrar um sentido na vida, deixando para trás um legado. Agora: você não precisa ser milionário para buscar um sentido para a tua vida ou para ter como objetivo, deixar um legado, ok? Traçar um objetivo de vida HOJE, é altamente recomendável independente da tua situação financeira. Dá uma olhada nesse texto sobre metas e propósito de vida.   

7. Você tem respeito pelo dinheiro

É incrível pensar que quando você não tinha tanto dinheiro, você gastava mais do que agora, mas apenas para coisas supérfulas. Você agora entende a idéia de poupança, você está consciente de quantos erros você fez, e você agora também enxerga esses mesmos erros sendo praticados por outras pessoas, como por exemplo, fazer compras baseadas no teu estado emocional, ou para satisfazer o TEU EGO. Ui, peguei pesado né? Você agora tem consciência o quão duro você trabalhou para conseguir esse dinheiro, o que faz você respeitá-lo ainda mais. Não estou dizendo que você não vai comprar um carro de luxo ou  uma casa melhor, mas que o motivo pelo qual você faz isso não é pelo EGO, mas pelo prazer de desfrutar de cada momento. São motivos completamente diferentes. 

8. Você deseja mais experiências em vez de mais coisas

É óbvio que as posses materiais vêm e vão: você compra as coisas que você precisa e deu. Só que agora você quer gastar dinheiro com experiências, tipo: comer em restaurantes exóticos, tirar férias em ilhas paradisíacas, visitar países distantes, dar uma viajada ali na Lua, dar a volta ao mundo de barco, passar um pouco de frio na Antártida, conhecer a NASA… esse tipo de coisa esquisita. Antes que você deseje comprar mais coisas, agora você sabe que cada objeto esconde um vazio que jamais irá satisfazer tuas necessidades espirituais. Já as experiências… e por favor, quando for fazer alguma coisa dessas, não perde tempo filmando ou tirando foto de cada minuto: contrata alguém para fazer isso e curte o momento.

9. Você é o investimento mais importante

É por isso que você gasta MUITO dinheiro com os MELHORES professores, cursos, treinamentos, treinadores e todos que podem te ajudar a desenvolver a si mesmo e o seu negócio. Você vai manter o conhecimento que você comprou para o resto da tua vida. Não é o dinheiro que te dá a sensação de segurança, mas a certeza de que se precisar, você sabe fazer denovo.

10. Você quer compartilhar

Você pode fazer coisas grandes, em grande escala, é por isso que mais e mais pessoas podem se beneficiar de teu conhecimento. O tamanho é importante, mas não da maneira que você pensava que seria. É importante para as outras pessoas, mas não para você. Você sente o dever de compartilhar com outras pessoas, como fazer para chegar onde chegou, mesmo sabendo que 97% vão achar bonito, mas não vão praticar nada. É pelos 3% que vale a pena fazer isso.

E também é bom estar em forma, ter um corpo atraente, ser saudável, ativo e enérgico. Não é uma necessidade, mas melhora a qualidade de sua vida. É a mesma coisa com o dinheiro. Você não tem que ter milhões de reais para viver. Mas quando você tem milhões, a qualidade de sua vida melhora consideravelmente. E se tiver milhões com uma saúde impecável, é unir o útil ao agradável!

E para finalizar, as 10 coisas que os milionários têm em comum

A ideia do mundo de quem ou o que é um milionário, mudou. Quando evocamos a imagem de uma pessoa muito rica, estamos imaginando cada vez menos um idoso em uma grande poltrona. Em vez disso, cada vez mais aceitamos a imagem de um jovem empreendedor, enérgico e sorridente. A internet abriu o caminho para qualquer pessoa com uma boa idéia e a ambição de se tornar rico, e é cada vez mais comum fazer negócios com uma pessoa jovem e bem-sucedida. Então, o que os jovens milionários têm em comum?

1. Eles agem rápido

A sensação de urgência está no cerne de qualquer jovem milionário. Não é suficiente ter uma grande idéia, você precisa ter a vontade e velocidade de agir antes dos outros. Se Mark Zuckerberg tivesse decidido desenvolver o Facebook lentamente ao longo de alguns anos em vez de alguns meses, certamente ele não teria o sucesso que tem hoje e estaria concorrendo com outra rede social que teria ocupado esse espaço, com o MySpace ou o Orkut, que até existiam, mas acabaram ficando para trás. Em vez disso, ele rapidamente colocou a idéia em ação, e o resultado está aí.

2. Eles constróem times fortes

Mesmo as pessoas que parecem ter construído seus impérios por conta própria, tiveram a ajuda de um bom time. Quando Steve Jobs fundou a Apple, não estava sozinho, seus parceiros lhe deram a visão sobre as coisas que ele não entendia e isso permitiu fazer crescer o negócio em todas as direções ao mesmo tempo. Quando Jobs saiu da Apple e acabou criando a Pixar, ele teve conseguiu reunir os melhores animadores dos EUA naquela época. Praticamente os únicos. Em paralelo, ele montou um concorrente para a Apple, a NeXT. O sistema operacional usado no NeXT e o time que ele montou, foram a salvação da Apple quando ele foi reconduzido à direção da empresa que ele foi “expulso” anos antes.

3. Eles alavancam o sucesso

Sucesso gera sucesso, e jovens milionários não têm medo de coisas novas. Quando vêem uma boa idéia, eles pulam sobre ela. Não é por acaso que o Google possui Youtube e inúmeras outras aplicações web, indispensáveis para nós hoje. Os líderes de empresas com visão de futuro não têm medo de ir além de sua própria zona de conforto e usar o dinheiro que eles têm para gerar mais dinheiro.

4. Eles são pensadores independentes

O fundador e CEO da Alibaba, Jack Ma, realizou uma reunião quando decidiu iniciar a empresa. Ele convidou quase 24 dos seus amigos e perguntou o que eles pensavam da ideia. Todos, com excessão de um, disseram para não sair do seu emprego atual. Ele optou por ignorá-los e seguiu com a idéia de construir o Alibaba, a maior empresa de comércio eletrônico DO MUNDO. Ele não é milionário. Ele é bilionário. Não ter medo de ficar sozinho é um traço comum entre os jovens que se atiram atrás dos sonhos.

5. Eles pensam grande

Jovens milionários jovens sonham grande. Eles vêem as possibilidades que estão por trás de grandes idéias e não se intimidam pela escala do que eles estão perseguindo. Os indivíduos verdadeiramente bem sucedidos crescem um passo de cada vez e trabalham com coisas do tamanho que podem lidar, mas os seus olhos estão sempre no objetivo maior.

6. Eles seguem a paixão

A maioria das pessoas que alcançam o sucesso cedo, perseguem aquilo com que se preocupam e se interessam de fato. Só porque uma idéia é boa, não significa que ela é inspiradora. Quando Steve Jobs estava tentando convencer John Sculley para deixar seu emprego confortável no Pepsi para assumir a Apple, o seu discurso de venda do cargo foi “Você quer passar o resto da tua vida vendendo água com açúcar ou você quer mudar o mundo?” Isso é a paixão encarnada. Alguns vão dizer que ele não devesse ter feito isso, afinal foi Sculley que tirou Jobs da Apple, com o apoio do Conselho, mas foi graças a isso que Jobs revolucionou a indústria do Cinema (com a Pixar) e possibilitou criar o retorno dele à Apple muito mais focado, e então revolucionar o resto do mundo com seus iPod, iPhone, iPad, iMac, iBook e Macbooks.  

7. Eles são focados

Quando perguntados sobre o que faz de Mark Zuckerberg um grande líder, os funcionários do Facebook falam do seu obstinado foco. Isso também aparece muito forte no filme “A Rede Social”, que retrata a história do Facebook. O objetivo de Mark é conectar o mundo de forma que ninguém jamais ousou imaginar, e cada decisão que ele faz é para levá-lo mais perto desse objetivo. Ter uma visão clara é a chave do sucesso para qualquer jovem líder.

8. Eles adoram aprender

Só porque eles são ricos, não significa que eles pensam que têm todas as respostas. Jovens milionários de todas as áreas compartilham de um amor à aprendizagem ao longo da vida. Eles realizam reuniões abertas, onde podem obter conselhos de pessoas em todos os níveis da organização, porque eles entendem que você nunca sabe de onde a próxima grande idéia virá. Também participam de reuniões de mastermind com outros empreendedores visando troca de conhecimento para que todos possam crescer cada vez mais.

9. Eles amam ensinar

A melhor maneira de ficar cada vez melhor no que você faz é ensinar para outra pessoa. Jovens bem sucedidos compartilham sua visão com seus times. Isso não só faz todos mais inteligentes, mas constrói relações fortes dentro da equipe, e ficam todos no mesmo barco, em níveis muito próximos.

10. Eles não têm medo de falhar

Finalmente, e mais importante, jovens milionários não têm medo de falhar. Bill Gates uma vez disse: “É bom comemorar o sucesso, mas é mais importante considerar as lições do fracasso”. Manter a mente aberta e estar disposto a aprender com seus erros é a única maneira de seguir em frente.

Olha aqui o que o Conrado Adolfo tem a dizer sobre isso, em um vídeo de 2:17 min.

E se você sentiu que precisa dar uma mexida no teu mindset, confere aqui o treinamento Millionaire Mind Intensive, que vai ter nas próximas semanas.

 

Quer transformar tua vida?
Receba as próximas atualizações direto teu e-mail, e participe gratuitamente de sorteios semanais de livros. ?? LIVRE DE SPAM.

Comentarios

Mais em 10 trocos que descobri sobre pessoas milionarias, Abundancia, Bilionario, Ficar Milionario, Habitos Milionarios, Milionario, Milionarios em Comum
Complexo de Inferioridade: como criar autoestima positiva com humildade e abundância

"A comparação é o ladrão da alegria." - Theodore Roosevelt Há alguns anos atrás eu trabalhei com uma pessoa anos mais velha que...

Fechar
rsl2016mmi